DANIEL E O VIAGRA

Daniel era um cara legal. Agitado, esquisito, mas um cara legal. Funcionário público. Chegado numa cocaína. Certa feita, o Marino falou pra ele que se mulher tomasse viagra dava um tesão violento e ela se atracava a foder com o primeiro espécime masculino que lhe aparecesse. Eu jamais acreditaria numa só palavra que o Marino dissesse, mas Daniel era um cara legal, agitado, esquisito, acreditava nas pessoas. Convidou a Amandinha e a Rebeca pra irem na casa dele tomar “ecstasy”. Meia hora, quarenta e cinco minutos, uma hora, música psicodélica, papo vai, papo vem, uma hora e meia e nada de tesão nas meninas. Enquanto isso, nosso amigo Daniel vai e volta do banheirou toda hora. Lá pelas tantas, as meninas resolvem segui-lo e o pegam em flagrante delito descascando uma fogosa punheta. Saia justa pra carai.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s