Mês: novembro 2015

Seguro-desemprego

Acordei tarde. Cheguei no SINE às 9h40.

– É pra encaminhar o seguro-desemprego?
– Sim.
– Já acabaram as senhas de atendimento hoje.
– São quantas por dia?
– Cinquenta.
– Que horas começam a distribuir as senhas?
– Às 8h da manhã, senhor.

Acordei às 7h. Saí de casa 7h30. Cheguei no SINE às 8h20.

– Bom dia, vim pra encaminhar meu seguro-desemprego.
– Já esgotaram as senhas, senhor.

Dessa vez eu fiquei puto. Acordei com o sol nascendo, o sabiá cantando. Tomei um café bem forte e me fui à parada de ônibus pra chegar num SINE fechado.

O gari me respondeu:

– Sábado não abre, senhor.

Anúncios